header-rede-social

Você sabe quais as tendências do Marketing Digital para 2016?

70% dos brasileiros acessam o Facebook, ou outra rede social, através de mobiles, portanto é urgente que as empresas se adaptem a este conceito adaptando suas plataformas à esta nova realidade.

Com as redes sociais cada vez mais ativas, em 2016 deverá surgir o “botão comprar”, tanto no Twitter quanto no Facebook.

Com os links patrocinados a preços estratosféricos, o marketing de conteúdo nunca esteve tão presente. Apesar de ligeira queda nos custos do Google Ads e um poder de segmentação maior, o Facebook Ads vem ganhando terreno neste item.

Facilidade é palavra de ordem

O acesso deve ser o mais descomplicado possível. Se o usuário (futuro cliente) se frustrar logo no primeiro acesso, pode esquecer! Sua empresa será “riscada do mapa” e ele irá procurar por outra. Afinal, inúmeras opções estão à distância de um clique.

Nunca fui muito fã do e-mail marketing, embora seja obrigada a constatar sua eficácia nos dois últimos anos. O problema é que a ferramenta foi utilizada indiscriminadamente e se tornou invasiva demais saturando o mercado. É o fim da era de campanhas do e-mail marketing como veículo de comunicação em massa, porém o ressurgimento da ferramenta como marketing de relacionamento, com campanhas, cada vez mais, segmentadas e personalizadas.

Uma boa “pedida”, é estruturar suas campanhas para suporte a dispositivos móveis, assim você ganhará duas vezes. Estará um passo à frente (ou ao lado...) na tendência do mercado e ainda poderá ganhar um “ranqueamento” extra.

Quem tem informação tem o poder!

Já ouviram a frase: “quem tem informação tem o poder”? O Big Data é a poderosa ferramenta de planejamento de definição de estratégias para 2016. Além de plataformas personalizadas visando adquirir informações específicas para as empresas, o próprio Google Analytics sofreu avanços deixando-o mais completo e detalhado. Algumas empresas sentirão a necessidade, até mesmo, de utilizarem sistemas de redes neurais (sistemas de inteligência artificial não lineares capazes de determinar padrões de relacionamento dos internautas, imitando o processamento do cérebro humano).

Em relação ao SEO, eu já vinhaobservando, desde o ano anterior, o forte impacto das redes sociais sobre os motores de busca. Esta tendência deve igualar, ou mesmo, aumentar para este ano. O SEO local, naturalmente, terá papel de destaque, já que o tráfego por mobiles está aumentando.

É interessante ressaltar que a diretriz do Google para este ano para processo de SEO é que, se o site não for responsivo, será punido pelos motores de busca em termos de posicionamento.

Não é nenhuma novidade o marketing digital ser uma forte tendência uma vez que vinha ganhado espaço “a galope”. O problema é que muitas empresas, parecem ter fechado os olhos para isto e agora precisam correr atrás do prejuízo. O Marketing digital deixa sua esfera da “opção” e passa a ser imposição.

E você? Já sabe onde quer chegar em 2016?